VMNI news

Atualizações em

Ventilação Mecânica Não Invasiva

IV Curso Teórico-Prático em Ventilação Mecânica Não Invasiva
  • NIPPON

ACTUALIZE O SEU CONHECIMENTO SOBRE TERAPIA DE VMNI

A insuficiência respiratória crónica constitui um importante problema de saúde, com repercussões sócio-profissionais decorrentes da respetiva incapacidade.

Fique a par das significativas atualizações tecnológicas da ventilação mecânica não invasiva e aprenda a utilizar esta terapêutica tanto no contexto de insuficiência respiratória aguda como crónica.

Através de um modelo teórico-prático, enquanto médico especialista ou em formação, enfermeiro ou fisioterapeuta terá a oportunidade de aumentar as suas competências na definição do modo ventilatório e interface mais indicados, para cada paciente, em cada situação clínica.

Diretores
de Curso

  • Miguel R. Gonçalves - PT PhD

    Fisioterapeuta especialista da Unidade de Fisiopatologia Respiratória e Ventilação Não Invasiva, Serviço de Pneumologia; Serviço de Urgência e Medicina Intensiva, Coordenador do Programa CAI_Vent – Centro de Apoio Integrado ao Doente sob Ventilação Mecânica Prolongada, Centro Hospitalar Universitário de São João, Faculdade de Medicina, Universidade do Porto;
    Investigador do I3S - Instituto de Investigação e Inovação em Saúde.

  • João Carlos Winck - MD PhD

    Assistente Graduado de Pneumologia;
    Coordenador da Unidade de Pneumologia do Hospital Privado de Alfena-Valongo (Trofa Saúde);
    Consultor do Núcleo de Reabilitação Cardio-Respiratória do Centro de Reabilitação do Norte (CRN-SC Misericórdia do Porto);
    Professor Afiliado da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto – FMUP;
    Investigador do Instituto de Inovação e Investigação em Saúde (I3S) da FMUP;
    Secretário do Grupo-02.02-Noninvasive Ventilatory Support na European Respiratory Society (ERS).

Convidados

  • Ana Rego

    MD (Serviço de Medicina Intensiva, Centro Hospitalar do Porto, Hospital Stº António)

  • Maria José Guimarães

    MD ( Hospital da Luz de Guimarães)

  • Mafalda van Zeller

    MD PhDstud (Serviço de Pneumologia, Centro Hospitalar de São João; FMUP)

  • Tiago Pinto

    PT MSc PhDstud (Serviço de Pneumologia, Centro Hospitalar de São João)

Convidado
Internacional

  • Dr Raffaele Scala, MD, FCCP

    Pulmonology Unit and RICU San Donato Hospital, Arezzo, Italy
    Chair da Assembly 2: Respiratory Intensive Care da European Respiratory Society (ERS)

Staff NIPPON

  • Catia Caneiras

    PharmD MSc, PhD

  • Rosa Fonseca

    CardioPulm Techn

  • Marta Paiva

    CardioPulm Techn

  • Rita Santos

    PT

Apoio Científico

Introdução

  • Os doentes com insuficiência respiratória crónica e agudizada constituem um problema grave de saúde, com repercussões sócio-profissionais decorrentes da respetiva incapacidade.
    A ventilação mecânica não invasiva (VMNI) têm sofrido significativas atualizações tecnológicas e evoluindo em termos materiais com o constante aparecimento de novos ventiladores e modos ventilatórios, novas interfaces, mais e melhores acessórios. Tal evolução está diretamente relacionada com o aumento das indicações clínicas para esta terapêutica tanto no contexto agudo como crónico Atualmente a VMNI tem sido utilizada, em substituição da ventilação invasiva, como forma de suporte ventilatório a doentes agudizados, reduzindo a necessidade de entubação nas unidades de cuidados intensivos de todo o mundo.
    A Ventilação Mecânica Invasiva, é o procedimento mais frequentemente utilizado para o fornecimento de suporte ventilatório em doentes com insuficiência respiratória aguda, no entanto, está associada a múltiplas complicações, tais como o aumento do risco de pneumonia nosocomial (com uma grande taxa de mortalidade), bem como uma miopatia generalizada, possivelmente relacionada com a sedação e tempo de suporte ventilatório.
    No contexto crónico, a grande maioria dos pacientes submetidos a VMNI, tem indicação como terapêutica noturna, de modo a corrigir a hipoventilação durante o sono e por vezes em situações de agudização necessitam de períodos contínuos até estabilizarem. Está demonstrado que o sucesso da VMNI está diretamente relacionado com a adaptação ao modo ventilatório e à interface escolhida.
    Assim torna-se fundamental aplicar o modo ventilatório e a interface mais indicada para cada paciente e situação específica, não havendo ainda evidência consensual relativo a algumas patologias. Assim, a VMNI permitiu a abertura de uma importante janela no mundo da insuficiência respiratória e o seu sucesso depende da capacidade da sua aplicação por parte de uma equipa multidisciplinar treinada e experiente.

Objectivos

  • O Curso terá um modelo teórico-prático e está dirigido a médicos especialistas ou em formação, fisioterapeutas, enfermeiros e outros profissionais de saúde que desejem aperfeiçoar os conhecimentos sobre o uso de VMNI no contexto de insuficiência respiratória aguda e crónica. No final do curso, pretender-se-á que os participantes tenham atingido os seguintes objetivos:

    1. Melhorar as competências teórico-práticas na seleção, adaptação e monitorização da VMNI em contexto hospitalar e domiciliário.
    2. Visão teórica atualizada das indicações e eficácia da VMNI em doentes agudos e crónicos.
    3. Correta aplicação dos modos ventilatórios e interfaces a cada situação clínica.
    4. Ajuste e monitorização dos parâmetros ventilatórios.
    5. Conhecimento dos diferentes equipamentos e acessórios complementares à VMNI.
    6. Critérios de eficácia e insucesso da VMNI.
    7. Aplicação de protocolos e guidelines de VMNI em diversas situações clinicas no âmbito dos cuidados intensivos e cuidados respiratórios domiciliários.
    8. Aplicação de protocolos de alta para o doente ventilado.
    9. Melhorar as competências teórico-práticas na seleção, indicações e execução de técnicas mecânicas de remoção de secreções.
    10. Reflexão sobre questões éticas no doente ventilado.

Programa

  • 1º Módulo: 24 e 25 de Abril 2020



    24 Abril (Sexta-feira): Aspetos Gerais e Organização da Ventilação Mecânica Não Invasiva (VMNI)

    14h00 – Entrega de documentação
    14h30 – Introdução temática ao curso - Diretores do curso
    15h00 – Racional e Fisiologia da VMNI – Mafalda van Zeller
    15h30 - Material necessário para iniciar VMNI: Critérios de escolha – Miguel R. Gonçalves
        . Interface
        . Ventilador
        . Acessórios
    16h15 – Coffee - break
    16h35 - Modos ventilatórios e ajuste de parâmetros de VMNI – João Carlos Winck
    17h00- Monitorização e vigilância da VMNI – Miguel R. Gonçalves
    17h30 - Seguimento do doente sob VNI domiciliária: Má adesão terapêutica, ventilação inadequada (presença de eventos e hipoventilação) – Mafalda van Zeller
    18h00 - Encerramento
    Jantar Livre
    21h30 – Sessão de cinema “The Ventilation movie”, com análise e comentários pelos diretores do curso.

    25 de Abril (Sábado) : Indicações e Aplicação da VMNI na insuficiência respiratória crónica

    09h00 – Avaliação do doente crónico candidato a VMNI domiciliária:
        - Quais os critérios e o que devo avaliar? – João Carlos Winck
        - Plano de alta e organização da VMNI domiciliária – Miguel R. Gonçalves
    10h00 - Otimização terapêutica e ajuste de parâmetros: interpretação de curvas e dos dados do ventilador – João Carlos Winck
    10h30 – Coffee break
    11h00- Desadaptação e complicações da VMNI: como resolver? – Miguel R. Gonçalves
    11h30 - Tele-monitorização do doente ventilado: indicações e protocolos – João Carlos Winck
    12h00 – Técnicas mecânicas de manejo de secreções brônquicas em contexto crónico – Miguel R. Gonçalves
    12h45 – Almoço
    14h00 - Indicações e controle da ventilação mecânica por traqueostomia no paciente crónico – João Carlos Winck
    14h30 - VMNI em doenças neuromusculares: protocolos de avaliação e intervenção – Miguel R. Gonçalves
    15h30 VMNI na DPOC estável – João Carlos Winck
    16h00 – Coffee break
    16h30 - Casos clínicos interativos para discussão (João Carlos Winck, Miguel R. Gonçalves)
        - DPOC estável
        - Doença Neuromuscular
        - Doente em ventilação prolongada por traqueostomia no domicílio
    18h00 – Encerramento



  • 2º Módulo: 22 e 23 de Maio 2020



    22 de Maio (Sexta- Feira): Indicações e Aplicação da VMNI na insuficiência respiratória crónica (Parte 2)

    14h30 - Protocolos de acerto de parâmetros de VMNI em laboratório de ventilação – Maria José Guimarães
    15h00 – VMNI no Síndrome de hipoventilação/obesidade e deformidades da caixa torácica – Tiago Pinto
    16h00 – Coffee break
    16h30 – Casos Clínicos interativos:
        - VMNI na Insuficiência cardíaca:– Maria José Guimarães
        - VNI em programas de Reabilitação Respiratória e em actividades da vida diária– Tiago Pinto
    17h30 - Cuidados respiratórios domiciliários no “mundo real”: experiência de uma empresa de CRD - Cátia Caneiras
    18h00 Encerramento

    23 de Maio (Sábado): Indicações e Aplicação da VMNI na insuficiência respiratória aguda

    09h30- Papel da VMNI na Insuficiência Respiratória Aguda: Mecanismos da acção – Raffaele Scala
    10h00 - VNI no edema agudo do pulmão: CPAP ou Bi-nível? – João Carlos Winck
    10h30 – Coffee break
    11h00 – VMNI na DPOC agudizada – Ana Rego
    11h30- Oxigenioterapia de Alto Fluxo por cânulas nasais: Mecanismos de acção, indicações e protocolos de intervenção
        - No paciente crónico (patologia pulmonar avançada) – João Carlos Winck
        - No paciente agudo - Raffaele Scala
    13h00– Almoço
    14h00 - VMNI na Pneumonia e Insuficiência respiratória hipoxémica – Raffaele Scala
    14h30 – VMNI em emergência e cuidados intensivos:
        - Como estratégia de prevenção da intubação – Ana Rego
        - No Desmame ventilatório difícil – Miguel R. Gonçalves
        - Na insuficiência respiratória pós-extubação – Raffaele Scala
    16h00 – Coffee break
    16h30 - VMNI em situações especiais - Raffaele Scala
        - durante técnicas endoscópicas.
        - doentes terminais com “ordem de não intubar.
    17h30 – Casos clínicos interativos para discussão (Ana Rego, Miguel Gonçalves, João Carlos Winck)
        - Exacerbação aguda grave de DPOC
        - Extubação e Desmame difícil
        - Descanulação de um doente em Ventilação mecânica prolongada
    18h30 – Encerramento



  • 3º Módulo: 5 e 6 de Junho 2020



    5 de Junho (Sexta- Feira): Bancas Praticas de equipamentos

    10h00 –Introdução às Bancas Praticas - Apresentação teórica dos principais equipamentos & interfaces e acessórios – Rosa Fonseca, Rita Santos & Marta Paiva (Staff Nippon)
    11h00– Coffee Break
    11h30 - Bancas Praticas - Prática e manuseio de equipamentos & interfaces de CRD
    Rosa Fonseca, Rita Santos & Marta Paiva (Staff Nippon)
    13h00 - Almoço
    14h30 –Workshops Práticos ( 3 grupos) – com Coffee Break sempre disponível
    Workshop 1 –Ana Rego + Staff Nippon
    Prática com ventiladores e modos ventilatórios no doente agudo:
    Prática com interfaces de VNI:
       - Como escolher a melhor interface para o paciente?
       - Como medir os pontos de referencia da face do paciente?
       - Como evitar fugas na interface?
       - Como prevenir efeitos adversos da interface?
    Prática com acessórios de VNI:
       - Como ajustar a humidificação?
       - Como ajustar o complemento de oxigénio?
       - Como manusear os diversos tipos de circuitos e válvulas?
       - Como administrar medicação inalada com VNI?
    Workshop 2 – Tiago Pinto + Staff Nippon
    Técnicas mecânicas de mobilização de secreções
       - Aspetos práticos
       - Ajuste de parâmetros dos diversos dispositivos
    Workshop 3 – Miguel R. Gonçalves, João Carlos Winck
       - Avaliação ventilatória em doentes neuromusculares (Presença de um doente neuromuscular sob VNI continua para demonstração)
       - Ventilação diurna por peça bucal: ajuste de parâmetros e protocolos
    17h30 – Encerramento
    20h00 – Jantar final de curso
    22h00 – Passeio de confraternização pelo Centro Histórico de Viseu

    6 de Junho (Sábado)

    10h00 – Entrega oficial do prémio “Chaves Caminha 2019” com apresentação do caso clínico vencedor.
    10h30 - Discussão de Casos clínicos de VMNI na Insuficiência Respiratória Aguda e Insuficiência Respiratória Crónica
    “The Big Balloon Debate” – Quem tem mais indicação para VNI?
    João Carlos Winck, Tiago Pinto, Miguel R. Gonçalves
    11h15 – Coffee-Break
    11h30 - Exame Final do Curso
    12h30 - Entrega de diplomas e Encerramento do Curso
    13h00 – Almoço de encerramento

Inscrições

- Reserve a sua inscrição
- Manifeste o interesse em participar

Inscrições Abertas

Sujestões de Alojamento

  • POUSADA DE VISEU

    Rua Hospital
    3500-161 Viseu
    PORTUGAL
    Contato para reserva
    +351 210 407 610

Nº Inscrições

  • Inscrições limitadas a 30 participantes.

Valores da Inscrição

  • Valores Curso Completo

    (Inscrição inclui inscrição nos 3 Módulos do Curso + almoço, Certificado de Presença e Jantar Final de Curso)

    Até 28 Fevereiro - 500€
    Após 28 Fevereiro - 750€